Google+ Badge

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS

É tão violento
O amor que me tens
Afagas os meus cabelos
E me bates na cara...

Desamparo
Despego
Desamor e
Desespero tudo isto eu já conhecia...

Foi isto o que me prometeste?
É este o amor
Que ‘compraste’ pra mim?
Eu nunca soube o que é amor...

E lá vem você vestida de fada
Querendo mudar a minha vida
Me ensinando o que eu já sabia
Com o desamor que sempre tive...

Achas que é a violência
Que irá me ensinar?
É este o amor que me ofereces?
Obrigado! Este eu já tinha...

Mário Feijó
05.01.10

COMENTÁRIO: este poema refere-se ao caso de crianças adotadas e que não são tratadas com o mesmo carinho dispensados aos filhos. A "mãe" dá tudo, compra tudo, mas por qualquer coisa bate na criança... O poema é pra reflexão...
Postar um comentário