Google+ Badge

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

ENTRE O SER E A ANIMA

Minha luta contra o tempo
Tem me impulsionado
Na direção do eterno
E isto me assusta...

Reconhecer o abstrato
Em nós mesmos
É reconhecer o ser divino
A “anima” que existe em nós...

Fomos educados para ser
O que podemos compreender e perdoar
O que nós não conseguimos entender
Acabou sendo erro ou pecado...

E fugir desta compreensão
Acabou gerando culpas
Que por medo de vencê-las
Não nos deixa sair do nosso corpo animal...

Mário Feijó
15.01.10

Comentário: Este poema tem uma linha filosófica que me faz viajar entre o ser que somos e nossa essência animal... Isto tudo para que nossos leitores questionem um pouco sobre a vida e pensem sobre a alma que se esconde dentro de nós e que é o ANIMA do nosso ser eterno... beijos
Postar um comentário