Google+ Badge

sábado, 28 de junho de 2014

FUMAÇA QUE O VENTO LEVA



FUMAÇA QUE O VENTO LEVA

Como se fosse fogo
Ardia em minh’alma
Era um vazio que havia
Na tua saudade dolorida

Eu aguentei mais um inverno
E parece que mais uma vida perdi
Quando desci aquelas escadas

Eu nunca sei se para te encontrar
Eu preciso descer ou subir
Só sei que a chuva caiu e
A fumaça foi levada pelos ventos

Algumas vezes eu queria ser
Apenas o perfume indelével das flores
Luar que se espalha pelo campo
Ou até mesmo a chuva escorrendo pela face

Mário Feijó
28.06.14
Postar um comentário