Google+ Badge

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

TEMPESTADE DE VERÃO

O vento forte que soprou
Levou telhados, casas e destinos
Espalhou poeira em todos os cantos...

O encanto acabou
Houve um recomeço
Vidas remexidas
Terra revirada...

E do que sobrou
Construíram-se lares e escolas
Sedimentados por lágrimas
Logo secas pelo calor do sol...

Mário Feijó
28.12.09

Comentário: ultimamente vê-se a mudança no clima com tempestades destruidoras. Jamais o verão foi tão abafado, tão sufocante, fico imaginando a cada mudança de tempo o terror de casas sendo levadas, enxurradas levando casas e gente... O texto é uma reflexão para que se pense em cuidar mais da "casa-planeta" que moramos reciclando e evitando desperdícios...
Postar um comentário