Google+ Badge

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O RELÓGIO

Para quem espera
Parece que o relógio não anda
Que as horas não passam
E os minutos parecem ter um tempo eterno...

Para quem vence
Aquele momento é lembrado
Como um instante de felicidade
Que acaba tão rápido...

Para quem trabalha
Em algumas situações
As horas não passam
O dia não termina
E o final do mês não chega nunca...

Para quem estuda
O relógio é visto como algo que assusta
Quando desperta dá vontade de jogá-lo longe
E o toque da manhã é como se fosse um pesadelo...

Mário Feijó
14.12.09

COMENTÁRIO: Já houve época em que eu penava muito em relação às horas, principalmente pela manhã quando tinha que acordar cedo e tinha dores no corpo (é que eu sofro de uma doença congênita chamada Síndrome de Reiter). Cheguei a ser reprovado numa disciplina na faculdade, porque era a da primeira aula e eu nunca conseguia chegar às 7:30h da manhã. Hoje não tenho mais tanta preocupação com o tempo em termos de horas (pois já estou aposentado). Preocupo-me com o tempo anos... daqui há pouco tenho sessenta anos e percebo que já vivi muito mais do que provavelmente tenho para viver. Isto em alguns momentos me assusta: a hora da partida... Mas fazer o que?


Postar um comentário