Google+ Badge

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

ATOS DE ESPERANÇA

Aconteceu em outro dia
Que minh’esperança renasceu
Eu não sei se ela estava escondida
Lá dentro de mim ou se veio nos abraços recebidos...

Tive medo de dirigir minha vida
Mas eu não tinha saída
Se não a tomasse nas mãos
Ou a deixava perdida,
Mas era minha aquela vida...

Assusta ser adolescente
E ter que tomar decisões
Mas o que fazer se eu queria
Há muito ser “gente grande”...
Mário Feijó
29.12.09

Comentário: Este poema reflete os momentos da minha adolescência-adulta (antes dos 30 anos). Tinha medo da vida e não sabia como agir como adulto. Agora maduro reflito sobre aqueles momentos tão difícieis...
Postar um comentário