Google+ Badge

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A ÚNICA AMIGA QUE RESTOU






Uns perdem a vida
Outros o amor de sua vida
Uns perdem o destino
Outros o chão, a luz 

Eu perdi a mim
Quando te perdi
Porque nós estávamos
Untos nessa, agora e sempre... 

Não me importa se anoitece
Porque eu sei que a solidão
Não me abandonará
E com ela vêm todas as dores 

Antes tu estavas aqui
Querendo que eu as dividisse contigo
E agora com quem divido?
Tua cachorra foi a amiga que me restou...

Mário Feijó
22.02.12
Postar um comentário