Google+ Badge

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

EU ACREDITO NA FELICIDADE





Podem ter sido apenas alguns dias
Quiçá tivessem sido anos
Não sei! Mas eu acreditei
Que a felicidade existia... 

Você se dizia sem preconceitos
Dizia que voaria em meus braços
Se um dia isto eu te pedisse
E penso que chegamos às estrelas 

Porém eu sou poeta e sonhador
Esta história de amor eterno não existe
Nem ternura, nem carinho, restou solidão
Uma velha conhecida em meus desamores... 

Ontem um girassol parecia me seguir
Hoje deixou desencanto, secou...
Mesmo assim continuares procurando a felicidade
Plantei as sementes do meu girassol... 

Mário Feijó
16.02.12
Postar um comentário