Google+ Badge

sábado, 11 de fevereiro de 2012

METADE VAZIA DA CAMA





O que é que eu faço
Com aquela metade vazia
Da cama “king size”
Que você me deixou? 

Debaixo dela
Geme a tua cachorra
Que sente saudades
Do colo que tu oferecias 

Em cima dela
Um sapo “zóiudo” verde
Abraça-me na solidão
Ele me substituía em teus braços 

Nas outras horas vazias do dia
Eu tenho paredes rosas para conversar
Crisântemos brancos que eu sempre te oferecia
E dentro da casa todas as peças vazias
Agora estão cheias de saudades... 

Mário Feijó
11.02.12
Postar um comentário