Google+ Badge

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CADÊ TEUS LÁBIOS?




Agora os meus lábios
Tão distantes dos teus
Beijo inutilmente o vento
Pensando que ele
Possa levar os beijos meus...

Houve dias
Em que reclamavas
Da minha barba malfeita
Hoje nem isto há para eu ouvir... 

Cadê a tua boca?
Ouço a tua batida na porta a toda hora
E às vezes corro para ver se tu não estás
Ali chegando para me dar um bom dia... 

Deixei a barba crescer
Para quê fazê-la
Se eu não tenho a tua boca para beijar... 

O vento que faça a barba
Pois é ele quem pode te assar... 

Mário Feijó
14.02.12
Postar um comentário