Google+ Badge

sábado, 18 de agosto de 2012

AS TUAS MÃOS MACIAS


AS TUAS MÃOS MACIAS 

Agora de meus olhos
Correm apenas duas lágrimas
Mas que pela intensidade emocional
Poderia ser um rio caudaloso 

Frívolos são teus sentimentos
Que fatiaram a minh’alma
Anestesiaram o meu corpo
Que sofre sem sentir mais dor 

Ontem eu era ostra
Que apanhava das ondas
Mas me alimentava
Do que me ofereciam 

Hoje eu sou deserto
E meu corpo resseca
Sem o teu amor
E as tuas mãos macias...


Mário Feijó
20.08.12
Postar um comentário