Google+ Badge

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

A TUA BOCA


A TUA BOCA 

Tão diferente de outras
A tua boca me devora
Quando teus lábios a tocam
Com tanta maestria
Que parece não haver sombra
Feito luz do meio dia... 

A tua boca me devora
Mesmo sem saberes que isto tu fazes
E eu me deixo levar
Por paixão e luxúria 

Porém quando eu sinto
Como se fossem labaredas
A tua boca a me lamber a alma
Nesta hora o meu corpo explode em cores
Como se fora um arco-íris em plena noite... 

Só então eu me viro na cama
E percebo que por ti sonhava
Porém para conseguir dormir em paz
Troco toda a roupa e tomo um banho
Lembrando ainda da tua boca... 

Mário Feijó
09.08.12
Postar um comentário