Google+ Badge

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

ANJO MALDITO


ANJO MALDITO 

Sou um anjo maldito
Condenado à solidão
A não viver um grande amor
A ser um oásis no deserto... 

A reclusão me isola do mundo
E não ter você em meu braço
É viver a maldição da reclusão 

Eu ouço o barulho do mar
Sinto a sua maresia nas narinas
E o vento traz apenas promessas
Apenas recados e cheiros teus... 

Sou assim anjo maldito
Preso em meu próprio paraíso
Vivendo de sonhos e aspirações
E tudo que eu toco vira estátua de sal... 

Mário Feijó
06.08.12
Postar um comentário