Google+ Badge

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

ANJO NEGRO


ANJO NEGRO


Eu te queria
Assim despido
Anjo negro
Que meu fôlego ceifou 

Bendito és o fruto
Ao qual eu amo
Por quem meu corpo
Revigorado ficou... 

Bato asas,
Suspiro feito divino
Quando reles
Mortal sou

Se eu pudesse ontem mesmo
Cortaria em pedaços tua carne
E te faria em ser eterno... 

Mário Feijó
13.08.12


Postar um comentário