Google+ Badge

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

O MENINO VENTO






Eu queria
Poder te amar
Todos os dias 

Tocar teus lábios
Como faz o colibri
Quando toca a sua flor 
Em busca do néctar...

Ou apenas tocar a tua pele
Como faz o vento
Que suavemente
Alisa tuas pétalas... 

Nós não aprisionamos o vento
Deixamos-lhe livre  
Por isto: não devemos
Aprisionar o amor... 

E eu te amo assim
Brisa solta em tarde fresca
Menino correndo na chuva
Pulando nas poças d’água...



Mário Feijó
30.01.12
Postar um comentário