Google+ Badge

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

O CASULO SE ROMPEU




Antes eu era
A borboleta que feliz
Se protegia do mundo
Dentro do teu casulo 

Agora o casulo se rompeu
A borboleta bate as asas
Sem querer voar
E borboletas só vivem um dia
Quantas horas eu já perdi? 

Os jardins não me atraem
As flores estão ali lindas
O sol incandescente brilha
Mas tudo está tão sem graça... 

Mário Feijó
06.01.12
Postar um comentário