Google+ Badge

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

PERDAS





Já tive muitas perdas na vida
Todas sempre muito doloridas.
Muito cedo perdi minha mãe com 45 anos
Depois perdi um filho atropelado aos seis anos
Quatro meses depois perdi meu pai com 59 anos
Perdi minha avó que era meu anjo e arrimo
Agora neste natal perdi meu chão
Meu rumo, meu prumo, minha esperança. 

Os meus dias passaram a não ter  
Mais nenhum objetivo – Sônia Maria –
Embarcou num trenó com Papai Noel e foi-se
Como sempre fazia, aprontou mais uma das suas
Testando o quanto eu agüento sofrer... 

Sonhos? Onde estão?
Objetivos? Há um vazio neles.
Os dias continuaram iguais
Mas eu deixei de ser o mesmo... 

Mário Feijó
06.01.12
Postar um comentário