Google+ Badge

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O LOBO E O CORDEIRO


Cansei de dizer sim a tudo
Para ser educado
Cansei de dar bom dia a quem não gosto
Só pra não ser rejeitado

Mas a vida é para ser enfrentada
Como se a cada dia
Matássemos uma fera
Que nos quer destruir – sem medo

E eu cansei de ser ‘bonzinho’
Cansei de ser cordeiro
Agora serei um velho lobo
Que mostra os dentes, assusta, luta...

Eu não deixarei mais que me pisem
Não deixarei que roubem o meu espaço
Não deixarei que entrem na minha toca
Sem que eu convide

E se mesmo assim me amarem
Dividirei o calor do meu corpo
Com outros animais companheiros...

Mário Feijó
05.01.12
Postar um comentário