Google+ Badge

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A PELE QUE TU TOCAS





Acaricio tua pele
Jovem e macia
Enquanto a minha
Cansada e marcada pelo tempo
Aos poucos se contrai
Pelo toque de tuas mãos
Que me acariciam... 

Sou pluma ao vento
Em ascensão por teu sopro de vida
Por teu toque de amor
Inocência angelical
Malícia de seres vividos... 

Há um vendaval em mim
Há erupções vulcânicas
Lava que se espalha
Queimando a pele que tu tocas... 

Mário Feijó
09.10.11
Postar um comentário