Google+ Badge

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE...





Algumas vezes basta
Que me escrevas “oi”
Para que o meu dia ganhe nova cor
Para que eu acorde pra vida... 

Sei que pra ti eu sou indiferente
Tão indiferente que o sol
Todos os dias ilumina tua vida
E tu achas isto muito normal... 

Tão indiferente que
As flores do teu jardim secaram
Por falta de água, de cuidados
E tu dizes “que elas se virem”... 

Estou me virando sem ti
Secando aos poucos
Perdendo o viço, o brilho
Mas ainda estou vivendo
Eu espero por ti...


Mário Feijó

11.10.11


Postar um comentário