Google+ Badge

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

GALO DEPENADO





Todo frajola ia o galo
Quase todo depenado
Depois da última briga
Sem perder a pose 

Pensava que era o maioral
Não queria descer do pedestal
Que seu ego havia lhe imposto 

E lá ia o galo frajola
Por dentro todo gabola
Mas por fora um trapo. 

Já conheci muita gente assim
Alguns pensam que o universo
Gira em torno deles mesmos
Mas o mundo ao girar depena muita gente... 

Mário Feijó
17.10.11
Postar um comentário