Google+ Badge

terça-feira, 4 de outubro de 2011

DELÍRIOS DE ROSA





Risos de escárnio me assustam
Há os risos nervosos
Mas sorrisos sinceros
Acalentam-me teu carinho... 

Nada de correr apavorado
Sorrisos sinceros abrem meus braços
Abrem meu coração e espaço
Para muitos abraços em minha vida... 

O sorriso é o perfume
Que a rosa-flor exala
Tão diferente do riso indiferente
Que uma boca propala... 

Virgem Rosa numa ilha Inglesa
Disse que faz versos com sorrisos
Eu te abro meus braços
E te planto em meu jardim...


Mário Feijó
04.10.11
Postar um comentário