Google+ Badge

terça-feira, 4 de outubro de 2011

FOGO!







Recostado na parede
Dás um adeus
Onde outrora gritaram: fogo! 

Eu assustado lembro de ti
Sem uma palavra
Dizendo até breve! 

O tempo ficou invertido
Eu não sou mais teu
Nem consideram nosso amor bandido! 

Há lembranças escuras em teu olhar
No meu apenas o silêncio
Abro meus braços e faço dele
Teu refúgio e teu abrigo... 


Mário Feijó
04.10.11
Postar um comentário