Google+ Badge

quarta-feira, 2 de março de 2011

O COLIBRI E A ‘‘DAMA-DA-NOITE”(*)

A tua primeira lei deve ser
O respeito a ti mesmo.

Pitágoras

Ontem à noite
Quase me perdi
Pelas ruas da cidade
A te procurar...

Vaguei feito um colibri
À procura da mais perfumada “Dama-da-noite”
Só que esqueci que colibri e “Dama-da-noite”
Não se encontram nunca...

Ela só floresce
Quando o sol se esconde
E o colibri vagueia
Quando o dia amanhece...

Pobre colibri
Triste “Dama-da-noite”
Terão que existir
Sem nunca poder se encontrar...

(*) "Dama-da-noite" é uma flor que só abre na madrugada e ao nascer do dia morre. Cestrum noctumum ou Jasmim-da-noite.

Mário Feijó
03.03.11
Postar um comentário