Google+ Badge

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

VINTE E QUATRO HORAS DE AMOR


Vinte e quatro horas tem o dia
E hoje, vinte e quatro de janeiro
Que se fosse para estar numa ilha deserta
Eu queria estar contigo...

Vinte e quatro horas de amor
Vinte e quatro horas de paixão
Exorcizariam meus demônios
Acalmaria minha tesão...

Não me importaria
O que viesse depois
Eu eternizaria a felicidade

E no ventre da noite
Eu iria te perpetuar
Para que o fruto do nosso amor
Nascesse quando amanhecesse o dia...

Mário Feijó
24.01.11
Postar um comentário