Google+ Badge

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

ENTRE ASPIRAÇÕES E AMORES PERDIDOS


Nem só de aspirações
Sonhos, verdades, transpirações,
Amores perdidos e saudades
Vive um ser humano...

Ele vive de realizações,
Teoremas, dígitos e alguns poemas
Porque a vida é telúrica,
Nostálgica, antagônica, calórica,
Colorida e muitas vezes sem graça...

E de bar em bar
Eu bebo da chuva
Toda a minha embriaguez...

Sinto saudades de ti
Saudades de mim
E do meu templo burguês...

Soltei-me na vida
Quisera eu saber
Pra onde o vento me leva...

Mário Feijó
12.01.11
Postar um comentário