Google+ Badge

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

E NO QUARTO?



Ah! No quarto dia
Ventos velozes singravam no mar!
Caravelas nas nuvens iam
De norte a sul.

E no quarto os dois
Cavalgavam até ver estrelas
Tudo rodopiava, céu e chão!
Não se sabia se voavam ou flanavam...

A luz rasgava a retina
Acostumada à escuridão
Agora corpos expostos
Descobriam-se no cume de um gozo...

Depois do trovão
Apenas raios caiam
Feito fogos de artificio
Que explodiram na virada do ano...

Mário Feijó
04.01.11
Postar um comentário