Google+ Badge

domingo, 22 de maio de 2011

O TEU CORPO NO MEU






Junte as felicidades miúdas
E faça delas um ramalhete...

Luiz da Câmara Cascudo


Se eu escrevo todos os dias
É porque todo dia
Eu não posso te tocar!
Se eu te tocasse todos os dias
Eu iria mudo ficar...

Tatuei em minh’alma
O teu corpo colado ao meu
Quieto, contido, calado
Que eu beijo tudo que é teu...

Algumas vezes me basta
Encontrar as tuas digitais
Não importa, marcando meu corpo
Sou o mais feliz dos mortais...

E quando a brisa se acalma
Contento-me com as ondas do mar
Elas também me ensinam
O sentido que tem eu te amar...

Mário Feijó
23.05.11  

Postar um comentário