Google+ Badge

sábado, 21 de maio de 2011

ESTÓRIA DE AMOR


Eu pedi à chuva
Que apagasse
As marcas dos teus passos
Quando decidiste ir embora...

E pedi aos trovões
Que abafassem
O som do meu pranto
Minha súplica desesperada...

Construí outra estrada
E tu não és mais nada
Não atrapalhas o meu caminho
E eu vivo outro amor...

Vejo que tu perdeste o prumo
Te desviaste do rumo
Ficaste sem guarida
Estás a procura do amor...

Mário Feijó
21.05.11  
Postar um comentário