Google+ Badge

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

SAUDADE QUE SE REPETE



TODOS OS DIAS A SAUDADE SE REPETE


Enquanto o vento
Assovia na janela
Em lenta e ritmada provocação
O meu coração lento
Bate clamando tua ausência...

Ele é surdo e eu cego
Pois não te encontro em meus dias
Que têm sol, têm flores,
Têm até o barulho do mar
Mas também têm
As tuas saudades a se repetirem...

Mário Feijó
04.08.14
Postar um comentário