Google+ Badge

terça-feira, 5 de agosto de 2014

LENÇO DE PAPEL



LENÇO DE PAPEL

No criado mudo apenas
Um lenço de papel molhado
Escondendo segredos
Da minha saudade por ti

Queria-te perto
Para poder te tocar
Então sai de dentro de mim
Suores expressos em desejos

Exalo sentimentos
Em suores e gozos
Que eu deixei fluir para relaxar

Se não estavas aqui
Para me tocar toco eu
Com um lenço de papel
Nas lágrimas que rolaram...

Mário Feijó
05.08.14
Postar um comentário