Google+ Badge

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

ENTREGA POR AMOR



ENTREGA POR AMOR

Eu não tenho medo de me dar
O que me assusta são as consequências
Da entrega sem restrições

Minha seiva corre líquida
Por todo o meu caule
Até meus botões em flor

Abro-me ao sol
Não tenho medo do orvalho
E me exponho à luz do luar

Sou o brilho da névoa fina
Caindo nas tardes de inverno
Consolo-me com o frescor do sereno
Matando a sede de pequenos insetos

A luz é meu guia
Na minha mente não há mais
Pecados que se comete por amor
Abro cada pétala sem medo

Mário Feijó
27.08.14
Postar um comentário