Google+ Badge

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

MUROS INVISÍVEIS



MUROS INVISÍVEIS

Cada um de nós é um ser vivo que, desde o nascimento vive e cria histórias. Somos páginas que devem ser escritas todos os dias. Escrevemos nossas páginas diárias vivendo nossas histórias. Mas histórias têm que ser vividas, não lamentadas, não choradas.
De acordo com Paulo Coelho ”o mundo está nas mãos daqueles que têm coragem de sonhar, e correr o risco de viver seus sonhos”.
Pensando nisto e refletindo sobre o assunto penso que não devemos ficar esperando que as coisas aconteçam. Têm gente que deixa para amanhã o que poderia fazer hoje ou espera que algo excepcional aconteça para mudar de vida.
Eu conheci uma pessoa muito pobre que morava numa favela que jogava todas as semanas na loteria e dizia que o dia em que ganhasse construiria um muro bem alto ao seu redor. Na minha opinião este muro já existia na vida dela, visto que se ela realmente ganhasse na loteria teria que mudar de lugar, de vida, estar num outro lugar que lhe desse melhor qualidade de vida, pois o lugar onde mora é mesmo precário. Mas ela queria apenas construir muros. Ela já estava cercada de muros invisíveis e não percebia.
Podemos mudar o mundo a partir de nós e muitos são como este que constrói muros e não se modifica diante das adversidades da vida. Desta forma sua história não se escrevia porque todos os dias ela apenas sonhava em ganhar na loteria. Será que ter dinheiro modificaria esta pessoa como ser humano ou apenas lhe acrescentaria coisas materiais à vida?
Não pare de sonhar! Cante! Dance! Escreva! Pinte, mas não deixe de colorir o seu mundo monocromático. Afinal a paleta e as tintas estão em nossas mãos e só nós podemos colorir o nosso arco-iris ou optar por viver em uma eterna noite escura, onde as cores desaparecem longe da luz do sol.

Mário Feijó
08.08.14

Postar um comentário