Google+ Badge

sábado, 8 de dezembro de 2012

IMPOSSÍVEL EXPLICAR



IMPOSSÍVEL EXPLICAR

Como é que eu explico
Para o meu coração
Saudoso e aflito
Que tu não voltarás

Ele não consegue entender
Que não passamos
De objeto de troca
Em mãos nem sempre honestas

Era tudo tão perfeito
A tua pele sedosa
O teu corpo feito tobogã
Onde o meu nele escorregava

Como é que eu vou explicar
À minha boca que ela
Não poderá mais sentir
O sabor da tua? Impossível...

Mário Feijó
08.12.12
Postar um comentário