Google+ Badge

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

AS FORÇAS DO TEMPO



AS FORÇAS DO TEMPO

Ao fundo a música
Diz que eu não pare de sonhar
Mas meus sonhos foram levados
Pela força do tempo

Agora nada mais sei de amor
Entendo até de rios que secaram
De flores que murcharam
E de cinzas jogadas ao mar

Porém isto não chega a ser compreensão
Porque eu não compreendi a tua partida
Acabei caindo num mundo negro
E dentro dele foram-se as minhas fantasias

Quando eu olho para o céu
Vejo os teus olhos dentro de estrelas
E no perfume das flores
Apenas o teu cheiro ficou...

Mário Feijó
03.12.12
Postar um comentário