Google+ Badge

domingo, 21 de novembro de 2010

O VIAJANTE DO TEMPO


Tudo era tão simples
Bastava embarcar naquele corpo
E experimentar uma nova vida
Era como entrar numa nave e viajar...

O tempo me fez descobrir
Que estou aqui de passagem
Estou aqui para aprender e ensinar
Este planeta não é o meu lar...

E foi assim que eu aceitei
Mais uma missão de amor
Mas nem sempre somos compreendidos
E sofremos diante da incompreensão...

Qualquer dia embarco novamente
Rumo a uma nova missão
Apesar de sair desta com a sensação
De que o dever não foi cumprido...

Mário Feijó
21.11.10
Postar um comentário