Google+ Badge

domingo, 28 de novembro de 2010

O GOSTO DOS TEUS BEIJOS


No passo um compasso
Uma régua, um pavio
Curto milimetricamente
Medido, dançado, valsado...

Eu te abraço
Entre suspiros
Descubro que respiro
Aspirando teu cheiro...

No canto sereno
Do pássaro pousado
No telhado da casa
Bate o vento de um lado

Do outro a sombra da figueira
Longe corre um pequeno riacho
Água fresca, pés descalços
E na boca lembro o gosto de teus beijos...

Mário Feijó
28.11.10
Postar um comentário