Google+ Badge

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

NO VAZIO DO SILÊNCIO



O silêncio da tua ausência
O ardor da minha pele ferida
Pede somente o regozijo do teu toque

Eu sigo em frente todos os dias
Procurando na luz do sol
O azul do teu olhar
Agora disseminado no céu

Por que fizeste isto comigo?
Eu não tenho mais o teu calor nos meus braços
Restou somente imagens, lembranças
E no silêncio as brumas da minha solidão...

Mário Feijó
11.10.10
Postar um comentário