Google+ Badge

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

SETEMBRO É MÁGICO




Ontem eu “sempre-viva” era perene nos campos
Hoje “folhas secas” rolo de um lado pro outro
À mercê de qualquer vento, brisa ou furacão...

Quando fui “bambu” apenas curvava-me sem quebrar
Guardava as cicatrizes e sofria calado
Apenas gemia ao açoite dos ventos...

Ficou em mim um vazio
Que mais parece bonança
Mas em meu peito o coração parou
Tamanha a saudade que do espaço se apossou...

Espero ansiosamente por setembro
Porque eu sei que com ele
O sol aquece meu corpo
E novamente posso florescer...

Mário Feijó
09.09.10
Postar um comentário