Google+ Badge

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

PORES-DO-SOL

(foto: site www.olhares.com)

 
Vendo tantos pores do sol
Nestes muitos anos de vida
Penso que já sei bastante de mim
Um pouco de você e do nada...

Acredito que posso
Mas nem tudo o que posso
É realmente possível...

Há pudores
Há censuras
Amores e horrores
Nem tudo eu posso...

E quanto mais sei
Mais entendo do nada
E mais descubro
Que realmente nada sei...

Mário Feijó
23.09.10
Postar um comentário