Google+ Badge

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

REPENSANDO O MEIO AMBIENTE




Veio a chuva torrencial
O vento a tudo levou
Levou pessoas, casas, carros
Levou até a dignidade de alguns

O temporal não foi previsível
Era horrível todo o lamento
Jovens, adultos e velhos desabrigados
Quem poderia socorrer tantos desamparados?

Muita gente fica surpresa
Mas o que fazem para respeitar o planeta
Árvores derrubadas, lixo atirado em qualquer lugar
Tantos desmatamentos... e as pessoas o que fazem?

Tudo na natureza é uma sequência de energia
A natureza algumas vezes responde furiosa
Feito mãe quando quer educar
Cobrando de seus filhos alguma atitude...


Mário Feijó
09.09.09

(Poema escrito em função das notícias calamitosas de chuvas torrenciais, enxurradas, vendavais no sul do Brasil nos dias 07 e 08.09.09)
Postar um comentário