Google+ Badge

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

AMOR QUE DESABROCHA



Amor contido, calado
No peito sufocado
Desabrocha com beijos
Feito flores na primavera...

Amor contido dói no peito
Deixa o corpo doente
E nos faz sofrer tão somente
Não vale à pena contê-lo...

Amor calado passa despercebido
Torna-se platônico e poderia
Ser correspondido, mas amor contido
É feito bomba – um dia explode...

Amor escondido no peito
Tem que ser gritado aos quatro cantos
Tem que ser falado, amor é para ser exposto
Para que todos vejam...

Mário Feijó
28/09/09
Postar um comentário