Google+ Badge

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

ESCULPINDO O AMOR



Deixe o teu corpo
Descansar em meus braços
Eu te mostrarei
Como esculpir nele o amor...

Entregue-se...
Faça tal qual o bloco
De uma pedra bruta de mármore
De onde Michelangelo esculpiu Davi...

Não há dor no belo
Não há sofrimento em ressurgir das cinzas
Mas se houver, lembre-se
Toda transformação gera alguma dor...

Eu meus braços
Haverás de ser uma obra prima
Que o meu amor esculpirá...

Eu te mostrarei o que opera esta magia
E você descobrirá o que é ser feliz...

Mário Feijó
24.09.09
Postar um comentário