Google+ Badge

domingo, 20 de setembro de 2009

MORRER DE AMOR

Quisera eu ser feliz contigo
Deitar-me todas as noites
Em tua companhia
E acordar ao teu lado...

Quisera eu poder amar livremente
Ser um animal que em companhia de quem ama
Escolhesse parceiros por afinidade e nossas escolhas
Não fossem alvo de condenação...

Porque o amor não vê raça, cor ou credo
Ele acontece por química ou por afinidade
E muitas vezes temos que abrir mão
De um grande amor por imaturidade...

Eu penso que o amor é sempre
O maior de todos os sentimentos
E eu ficaria feliz se pudesse ficar contigo
Por toda a minha vida e morrer de amor...

Mário Feijó
20.09.09
Postar um comentário