Google+ Badge

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

SEMEANDO ESPERANÇA

SEMEANDO ESPERANÇA

Quisera eu
Que meus olhos chovessem
Que neles não ocorressem
A secura da terra!

Mas a fonte secou
Foram tantas sujeiras
Sentimentos perdidos
Que os canais de meus olhos
Agora estão todos entupidos.

Sonhei alto demais
Ou dei valor demais
A quem amava
Achando que a lição
Já estava aprendida...

Não vou lamentar
Tudo é aprendizado
E eu estou aprendendo
A viver a minha vida

Quero derramar lágrimas
Lágrimas de prazer
Lágrimas de felicidade
Lágrimas de reencontros
Estou limpando todos os canais
Abrindo meus braços
Regando flores para que o amor renasça...

MÁRIO FEIJÓ

02.01.15
Postar um comentário