Google+ Badge

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

APENAS POR UMA NOITE

APENAS POR UMA NOITE

Tão rápido quanto um vendaval
Que chega e arrasa tudo
Que arranca árvores e telhados
Você entrou na minha vida

Arrancou minha resistência
Destruiu meus pudores
E rapidamente arrancou
Toda a minha roupa

Nunca te vi, sempre te amei
Poderia eu dizer, mas és irreal
E depois da tempestade recolhi medos
E o que ainda restou de mim

Não importa a idade
Quando o assunto é amor
Somos assim: frágeis e
Quem chega primeiro leva tudo de nós

Mário Feijó

05.01.15
Postar um comentário