Google+ Badge

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

ANJOS PERDIDOS



ANJOS PERDIDOS

Ontem alguém me disse:
- Eu preciso tanto de um abraço.
Porém aquele apelo me soou como se fora um “abrasso” torto, feito o de um pseudo poeta que escreve “abrasso” com dois “s”.
Tinha o pedido o mesmo jeito do casal que, olhando para um lado e para o outro, chega na Feira do Livro de Tramandaí e me pergunta:
- Livro que fale de anjos, vocês têm?
Enquanto eu pensava se havia algum específico sobre o assunto, percebia neles o desespero de anjos desengonçados, com asas quebradas, que procurava um manual de sobrevivência neste planeta, tão complicado.
Há sim, anjos disfarçados de surfistas que até aceitam receber dois tiros de um policial, somente para voltar para o céu.
Há sim, muitos anjos perdidos, querendo um kit de sobrevivência ou um manual para suportar tudo o que por aqui acontece.
Há sim, os que pedem apenas abraços...

Mário Feijó

26.01.15
Postar um comentário