Google+ Badge

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

COM CARINHO



COM CARINHO

Eu te agradeço
A solidariedade
Deste “quase” amor

Eu tive medo
De estar seriamente doente
E você estava lá comigo

E quando minhas pernas doeram
Você se prontificou
E veio massageá-las

E cuidou de mim
E me fez carinhos com o olhar
E me acompanhou
De lá pra’qui e daqui pra lá

E tudo poderia ser tão sério e desesperador
No entanto era apenas nada
Mas é de nadas que se faz a vida

Mário Feijó
09.12.13
Postar um comentário