Google+ Badge

domingo, 15 de dezembro de 2013

BRINCANDO DE VIVER



BRINCANDO DE VIVER

Escondido na vida
Eu me desfaço
Em silêncios
        Solidão...

E quando saio ao sol
Tenho medo do dia
Porque ele acusa meu existir
        À noite sou sombras...

A lua apenas
Faz de mim
A silhueta dos gatos
        Pardos...

Sou flor ao sol
Desabrocho em cores
Exalo perfumes
        Cheiros do meu cio...

Mário Feijó
15.12.13
Postar um comentário