Google+ Badge

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O AMOR É DOCE




O AMOR É DOCE

Tão simples
Quanto um pequeno doce
Que quando cai na boca
Vai se derretendo
Eu quase me desmanchava
Quando tua boca
Tocava a minha pele
Simplesmente eu me derretia

Insaciável tu parecias
Querer muito mais de mim
E arrancaste as energias
A ponto de as pernas enfraquecerem
Os olhos quiseram fechar
Como num pequeno delírio
Eu fui ao êxtase...

Agora na minha boca
Dissolvem-se balas
Enquanto eu lembro de ti
Das nossas horas d’amor
E do gosto doce
Que deixaste na minha vida...

Mário Feijó

26.11.14  
Postar um comentário